Meyer Filho. Cavaleiro do Apocalipse, 1963. Meyer Filho. Cavaleiro do Apocalipse, 1963.

INSTITUTO MEYER FILHO

 

Associação civil sem fins econômicos criada em 5 de maio de 2004, tem por finalidade promover ações de valorização das artes como expressão da cultura. Além da organização e divulgação do acervo e legado do artista plástico catarinense Meyer Filho, o Instituto tem como finalidade o desenvolvimento e valorização do patrimônio cultural-histórico e artístico de Santa Catarina nas suas variadas expressões. 

O acervo de Meyer Filho é composto de obras em pintura, desenho, serigrafia e tapeçaria, imagens fotográficas (papel, negativo e slide) e fílmicas (super 8, vídeo e DVD), catálogos de exposições, livros, impressos e documentos. Este vasto acervo foi formado pelo artista desde a década de 40 até o início dos anos 90 do século XX, e revela fatos marcantes de sua trajetória e do ambiente cultural e artístico do Estado de Santa Catarina. 

Meyer Filho costumava arquivar o acervo registrando comentários e testemunhos pessoais através de desenhos e escritos em forma de crônicas e diário aberto, cujo conteúdo revela o olhar singular do artista sobre fatos relacionados à arte e cultura catarinense e nacional, bem como ao cotidiano da cidade de Florianópolis. 

Desde 25 de novembro de 2004, O IMF conta com espaço para exposição do acervo de Meyer Filho no Memorial Meyer Filho, cedido pelo poder público através de acordo de Cooperação Cultural firmado entre a Prefeitura Municipal de Florianópolis, Fundação Franklin Cascaes e Instituto Meyer Filho. O Memorial, concebido em homenagem ao artista, está localizado no Centro Cultural de Florianópolis, no numero 180 da Praça XV de Novembro, esquina com rua Tiradentes, no centro da capital catarinense.